GRECIANNY CORDEIRO

Posição Atual da Cadeira 8
Categories: Atual, Cadeira 8, Membros

Grecianny Carvalho Cordeiro nasceu em Fortaleza-CE, no dia 17 de abril de 1971.

Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 21 de março de 2019, ocasião em que foi saudada pelo acadêmico César Barros Leal. Ocupa a vaga deixada pelo poeta Horácio Dídimo, cadeira número 8, cujo patrono é Domingos Olímpio.

Ocuparam a mesma cadeira: Alba Valdez, Valter Pompeu, Fernandes Távora, Aderbal Sales e Horácio Dídimo.

Promotora de Justiça do Estado do Ceará desde 1997, foi titular das comarcas de Jaguaretama (e comarca vinculada de Jaguaribara), Crato e Pacatuba e, desde 2011, atua perante a 15a. vara criminal da comarca de Fortaleza.

Mestre em Direito Público pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Integra o quadro docente da Escola Superior do Ministério Público do Estado do Ceará. Articulista do Jornal O Estado.

Membro da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza – AMLEF, da Academia Fortalezense de Letras, da Academia Luso-Brasileira de Letras do Rio Grande do Sul e da Rede de Escritoras Brasileiras – REBRA. Sócia da Associação de Jornalistas Escritoras – AJEB-CE e da Sociedade Amigas do Livro –  SAL. Sócia Correspondente da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro – UBE-RJ. Sócia Benemérita da Academia Caramagibense de Letras-PE e do Pen Clube do Brasil.

Sócia efetiva do Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico).

Participou dos salões internacionais de livros de Genebra, Paris, Milão, Turim, Guadalajara e Lisboa. Possui vários artigos jurídicos publicados em revistas especializadas do país e participou de diversas Antologias.

Honrarias: Título de Cidadã Jaguaretamense; Título de Cidadã Pacatubense; Medalha Rachel de Queiroz da Associação Brasileira de Bibliófilos.

Vários de seus livros são adotados como paradidáticos em escolas da rede particular, do 5º. ao 9º. ano do ensino fundamental.

Obras Publicadas: Jurídicas: Penas alternativas: uma abordagem prática (1ª. ed. 2003; 2ª. ed. 2013); Privatização do sistema prisional brasileiro (1ª. ed. 2006; 2ª. ed. 2014); Romances: Anjo Caído (1ª. ed. 2009; 2ª. ed. 2016; 3ª. ed. 2019); Marcas da Inocência (2014); Troia: uma viagem no tempo (1ª. ed. 2012; 2ª. ed. 2016; 3ª. ed. 2019) (vencedor do prêmio da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro, em 2013, na categoria “Romance Revelação”); Troia: uma viagem para o futuro (1ª. ed. 2018; 2ª. ed. 2022); De covardes e de heróis: todos temos um pouco (1ª. ed. 2017; 2ª. ed. 2018; 3ª. ed. 2019) (2º lugar no concurso da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro, em 2018, categoria “Romance Juvenil”); Operação Prometeu – os bastidores do tráfico de órgãos (2019); Siara, uma lenda de amor (2020); Cyberbullying – a dor que dói em mim (2020). Em coautoria, publicou com o poeta carioca Luiz Gondim: Poemas a quatro mãos vol. 1, 2, 3 e 4 (2015, 2016, 2018 e 2020); Contos Escolhidos (2020) (em coautoria com Angélica Sampaio).